0

O2 Apollo Manchester – Manchester, Inglaterra 2011

Todos muito ansiosos para conferir a nova turnê do Kasabian que começou por esses dias no Reino Unido. E com essa animação de todos os fãs, o Kasabian BR trouxe com exclusividade um relato de uma fã. Confira abaixo o depoimento de Rachel Gallagher, 16 anos, de Hereford, Inglaterra.

Kasabian: O2 Apollo Manchester – Manchester, Inglaterra 08/06/2011  [  PT  ]

Que show! A melhor noite da minha vida.

Serge estava lindo e as câmeras, de verdade, não o fazem justiça! Seu cabelo se ressaltava! E Tom, por onde começar, ele estava pegando fogo! A primeira música da noite foi Club Foot e a multidão estava ficando doida. Eu fui jogada contra a barreira pelo entusiasmo da multidão. A próxima foi Where Did All The Love Go?, de volta, outra música que fez a multidão toda dançar e Tom fez todos cantarem o refrão. Underdog, uau, resumindo tudo, Serge estava incrível com a guitarra e Tom estava apontando para ele antes de começar o riff. Shoot The Runner, absolutamente carnificina. Eu fui ainda mais empurrada nessa hora. Foi mental, muitas pessoas eram pressionadas contra minhas costas. Em seguida a nova música, Velociraptor, todo mundo parecia saber a letra! Havia muita energia. Deus, o refrão foi muito explosivo, não tanto quanto Fire, mas também foi. Cutt Off, uma velha. Foi insana como sempre. Todo mundo cantando com o “aaaaah.” Tom estava pulando pelo palco como um lunático, como sempre parece. A calma Thick As Thieves, Tom tinha um próprio microfone para essa música e foi tão lindo, todo mundo cantando o “lá lá lá lá lá” com o Serge e realmente curtindo a noite. A hora da música do Serge, Tom deixou o palco dando um sorriso para Serge. Take Aim foi incrível. Serge é um ótimo frontman de seu jeito, encorajando a multidão a ficar mais mental. Eu sinceramente não conseguia tirar meus olhos dele. Ele estava muito lindo para não olhar. A próxima era Empire com Serge cantando algo em italiano ou latim, uma língua diferente, antes do baixo começar lançando todo mundo para outro lugar. Uma grande música. Então, The Doberman, palavras não podem descrever quão linda essa música é, estava tão atmosférico e o trompete estava maravilhoso. Eu viajei completamente. Depois de uma ótima música, um hino para se dançar sozinho foi tocado. Isso mesmo, foi Fast Fuse! Foi a com mais energia com todo mundo cantando junto, e acabando com Pulp Fiction. Uma boa mistura com todo mundo se mexendo e Jay teve seu momento especial tocando brilhantemente. Vlad, foi épica. Tom e Serge estavam dançando ao redor do palco como lunáticos com a multidão bem atrás deles com suas loucuras. Em uma hora durante a música, quando Serge estava cantando, Tom correu pra ele e deu um tapa em sua bunda bem forte. A cara que o Serge fez foi histérica! Tom fugiu antes que Serge pudesse fazer qualquer coisa. A última música antes do bis foi L.S.F., que música! Tom estava berrando para a multidão cantar cada vez mais alto e até nos deixou cantar sozinhos o refrão. O ponto alto da música era Serge olhando profundamente para Tom toda vez que seus olhos se encontravam. Serge não poderia olhar profundamente para salvar sua vida! Ele parece como uma criança mimada quando dizem que não pode ganhar doces. Ele é adorável. Toda a multidão estava cantando quando o Kasabian deixou o palco e não terminaram até eles voltarem! A primeira música do bis foi a nova canção Switchblade Smiles e que música incrível ela é. Eu realmente não posso descrever. Foi mental ouvir os gritos orgásticos de Serge, incríveis! Ele poderia transformar um homem em um gay com apenas um olhar. Então Stuntman/I feel Love, uma brilhante combinação. Stuntman foi excepcionalmente enérgico como sempre e I Feel Love fez todo mundo dançar ao invés de fazer mosh pit (roda-punk). Até mesmo Serge estava dançando, ele estava balançando seus quadris… ele é um dançarino sexy. E finalmente o monstro, Fire! A música inteira eu não consegui respirar, quão louco as pessoas ficam nessa música. Foi uma explosão. Devia ter umas 50 pessoas surfando pela multidão, absolutamente carnificina! Com uma rápida reprise da música deixando todo mundo cantar o solo de guitarra, Kasabian deixou o palco depois de agradecer a multidão e Tom e Serge dividirem um abraço. Foi uma noite fantástica. O melhor dia da minha vida. Eles são a banda para ver agora e eu os veria por várias e várias vezes e nunca ficaria entediada.

Rachel Gallagher
____________________________________

Everybody really excited to see the new Kasabian tour that has began this month in UK. Check out the report from Rachel Gallagher, 16 years old, from Hereford, England.

Kasabian: O2 Apollo Manchester – Manchester, England 08/06/2011  [ ENG ]

What a gig! The bes night of my life. Serge was looking gorgeous and the cameras seriously don’t do him justice! His hair bounces! And Tom, where to begin, he was on fire! The first song of the night from the mighty Kasabian was Club Foot and the crowd was going crazy. I got squished against the barrier by the crowd’s enthusiasm. The next was Where Did All The Love Go? Again this was another song that had everyone dancing and Tom got the whole audience to sing the chorus. Underdog, wow sums it up, Serge was amazing with the guitar and Tom was pointing at him before the start of the riff. Shoot The Runner, absolute carnage. I got squished the most up to this point. It was mental, so many people were pressed up against my back. Just wow. Then the new song Velociraptor, everyone seemed to know the lyrics! It had so much energy to it. God the chorus was explosive, not as much as Fire but still up there. Cutt Off, an old one. It was as insane as ever. Everyone singing along with the ahhing bit. Tom was jumping around like a lunatic as usual. The calm Thick As Thieves, Tom had his own mic stand for this and it was so beautiful, everyone singing the laaing part with Serge and really enjoying the night. Time for Serge’s own song, Tom left the stage after giving Serge a smile. Take Aim was amazing. Serge is a great frontman in his own way, egging the crowd on to go mental. I seriously couldn’t take my eyes of him. He was just too pretty to not look at. The next was the mighty Empire with Serge singing something in Italian or Latin, a different language before the bass kicked in sending everyone forward. A great tune. Then The Doberman, words can’t describe how beautiful the song is, it was so atmospheric and the trumpet was gorgeous. I was blown away by it completely. After such a great song a fast paced, dance-along anthem was played. That’s right, it was Fast Fuse! It had the most energy so far with everyone singing along, it ended with Pulp Fiction. A great mix with everyone boogying and Jay had the spotlight as he played the whole thing brilliantly. Vlad, just epic. Tom and Serge were dancing around the stage like lunatics with the crowd right behind them with the lunacy. At one point during the song when it was just Serge singing, Tom ran up to him and slapped his arse really hard. The face Serge made was hysterical! Tom ran away before Serge could do anything back. The last song before the encore was L.S.F., what a tune! Tom was urging the crowd to sing louder and louder and even let us sing the chorus all by ourselves. The highlight of that song was Serge glaring at Tom everytime their eyes met. Serge can’t glare to save his life! He looks like a spoilt child being told he can’t have sweets. He is adorable. The whole crowd were singing when Kasabian left the stage and didn’t stop until they came back! The first song of the encore was the new song Switchblade Smiles and what an amazing song that is. I really can’t describe it. It’s mental and hearing Serge’s orgasmic screams are awesome! He could turn straight men gay with one look. Then Stuntman/I feel Love, a brilliant mash up. Stuntman was as hyper as ever and I Feel Love had everyone dancing instead of moshing. Even Serge was having a dance, he was swaying his hips…he’s a sexy dancer. And finally the monster that is Fire! For the whole song I didn’t breathe, that’s how crazy people go for this song. Everyone was going mental! It was an explosion. There must have been fifty crowd surfers throughout that song, absolute carnage! With a quick reprise of the song leaving everyone singing the guitar solo part, Kasabian left the stage after thanking the crowd and Tom and Serge sharing a hug. It was a fantastic night. The best day of my life. They are the band to see right now and I would see them again and again and will never get bored.

Rachel Gallagher

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.