[Arquivo] Kasabian: Pepsi On Stage, Porto Alegre; Brasil 2015

[Arquivo] Kasabian: Pepsi On Stage, Porto Alegre; Brasil 2015

Reunimos os melhores arquivos para relembrar esse show maravilhoso. Leia Mais

[Arquivo] Kasabian: Lollapalooza, São Paulo; Brasil 2015

[Arquivo] Kasabian: Lollapalooza, São Paulo; Brasil 2015

Confira o show completo da banda no Festival, entrevistas, fotos e downloads. Leia Mais

Conheça o novo álbum: For Crying Out Loud; informações

Conheça o novo álbum: For Crying Out Loud; informações

Kasabian está de volta com seu sexto álbum de estúdio! Veja todas as informações. Disponível para compra em lojas brasileiras. Leia Mais

Primeiro Single: You’re In Love With a Psycho do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Primeiro Single: You’re In Love With a Psycho do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Com seu sexto álbum de estúdio lançado, chamado For Crying Out Loud, Kasabian anuncia seu primeiro single, You’re In Love With a Psycho. Leia Mais

Terceiro Single: Ill Ray (The King) do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Terceiro Single: Ill Ray (The King) do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Com seu sexto álbum de estúdio lançado, chamado For Crying Out Loud, Kasabian anuncia seu terceiro single, Ill Ray (The King). Leia Mais

Quarto Single: Are You Looking For Action? do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Quarto Single: Are You Looking For Action? do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Com seu sexto álbum de estúdio lançado, chamado For Crying Out Loud, Kasabian anuncia seu quarto single, Are You Looking For Action?. Leia Mais

Segundo Single: Bless This Acid House do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Segundo Single: Bless This Acid House do álbum For Crying Out Loud; ouça a música

Com seu sexto álbum de estúdio lançado, chamado For Crying Out Loud, Kasabian anuncia seu segundo single, Bless This Acid House. Leia Mais

 
0

Rock and Roll Jedi: Uma entrevista com Tom Meighan por Star Wars

O cantor conversou com StarWars.com sobre sua primeira lembrança de Star Wars, tocar para Palpatine e muito mais. O grupo britânico Kasabian lançou recentemente o álbum For Crying Out Loud, que encerrou o reinado galático de dois meses de Ed Sheeran no topo do UK charts. StarWars.com conversou com o cantor e superfã de Star Wars, Tom Meighan, sobre seu sonho de tocar na Estrela da Morte, como ele tocaria a Cantina Song e sobre machucar seu pé com o sabre de luz de Kylo Ren. Quem disse que o rock morreu?

Tom, como você está?
Tom Meighan: Estou animado porque Star Wars está me ligando, cara. Estive esperando por esta ligação a minha vida toda!

Bem, demorou seis álbuns pra você chegar até aqui, mas finalmente conseguiu!
Tom Meighan: Espero que sim! Mas quero estar em um filme, me coloquem em um filme!

Quem sabe depois de mais seis álbuns…
Tom Meighan: Você tem que me chamar! Só uma participação ou algo assim.

Olha, não desliga, mas você realmente está falando com a pessoa errada!
Tom Meighan: Ok, cara. [Risos]

Mas sou a pessoa certa para perguntar coisas difíceis como… novo droide favorito, BB-8 ou K2-SO?
Tom Meighan: K2! Ele é convencido, realmente convencido, e por isso eu o amo. Ele parece ser metade humano/metade droide, ele pensa como um ser humano e fala o que vem na cabeça.

Vamos voltar alguns anos. Qual é sua primeira lembrança de Star Wars?
Tom Meighan: A minha primeira lembrança de Star Wars é o palácio de Jabba, em O Retorno de Jedi. Nasci em 1981, então tudo que me lembro é desta lesma horrível e gorda rindo em seu trono, e me lembro de Luke Skywalker chegando todo vestido de preto. Esta é minha primeira lembrança de Star Wars.

Você parece quase traumatizado pela experiência. Você teve algum pesadelo com Jabba the Hutt desde então?
Tom Meighan: Não, não. Eu amei aquilo, mas obviamente sendo tão jovem… digo, eu não era nascido quando Uma Nova Esperança foi lançado e era somente um bebê em Império Contra-Ataca.

É justo dizer que você é maior fã na banda?
Tom Meighan: Sim, claro que sou e eles sabem! Todos são fãs, mas sou um pouco mais obcecado que eles.

Deste modo, qual é a sua música preferida de Star Wars?
Tom Meighan: Tenho que escolher a cantina. Não, espera. Sabe o que? Na verdade, vou ficar com aquela no palácio de Jabba, a versão original! A música é muito importante, as pessoas subconscientemente conhecem, e realmente não seria a mesma coisa sem ela.

Digamos que Kasabian pudesse ser a banda tocando em alguma locação de Star Wars, talvez uma residência na Estrela da Morte ou talvez um bar rebelde em Hoth, onde seria?
Tom Meighan: Tem que ser um lugar onde a gente toque para o Império e o lado negro! Há algo sobre a ideia de tocar para Palpatine que seria incrível.

Mas você realmente não iria querer tocar na Estrela de Morte. A história mostra que aquelas coisas não são seguras…
Tom Meighan: Eu ainda tocaria lá, qualquer dia. “Onde será seu próximo show? Na Estrela da Morte.” Ninguém zoa com isso! Tipo, quem liga se explodirmos, pelo menos vivemos a experiência. [Risos]

É um modo bastante interessante de ir embora, penso.
Tom Meighan: É o que estou dizendo, cara. Tocar para Vader e Sidious, por que não!

Vamos falar de playlists e, potencialmente, a sua última. A música da cantina, naturalmente levada à fama pelos poderosos Figrin D’an and the Modal Nodes; mas como o Kasabian a tocaria?
Tom Meighan: Faríamos mais up-tempo – ritmo acelerado – para deixar mais hype. O lugar ficaria louco se tocássemos aquela música. Poderíamos fazer um cover dela um dia. Obrigado pela ideia.

Quem é o personagem mais rock and roll de Star Wars?
Tom Meighan: Han Solo seria o favorito de todo mundo, mas vou ficar com Calrissian. Lando Calrissian é rock and roll! Ele tem aquela capa e aquele bigode, ele é um canalha e por isso eu gosto dele.

Agora, Tom, há um rumor circulando pela internet que eu gostaria de comentar.
Tom Meighan: Vá em frente…

Ao que parece, você gastou 8 mil libras inglesas da Rainha em réplicas de tamanho natural de C-3PO e R2-D2. Verdadeiro ou falso?
Tom Meighan: Não, isto nunca aconteceu! Tenho um E.T., mas estou no mercado por um Gremlim.

Oh. Bem, isto é decepcionante.
Tom Meighan: Mas eu tenho seis sabres de luz!

Agora sim!
Tom Meighan: Minha filha os ama. Tenho do Kylo Ren, que ela deixou cair no meu dedo do pé e porque o cabo é tão pesado que me fez gritar! Isto aconteceu. Também tenho do Darth Vader, do Luke, do Mace Windu, do Obi Wan e do Yoda. Não sei onde eles estão, aliás. Estão todos espalhados pela casa.

Conforme você ia crescendo, sonhando em ter uma banda, quem você diria que foi seu Obi-Wan Kenobi musical?
Tom Meighan: Sem dúvidas seria John Lennon e Michael Jackson. Quando eu era mais novo, costumava assistir vídeos em VHS do Michael Jackson e dançava como ele!

Aí sim, um formato elegante de uma época mais civilizada…
Tom Meighan: Eu realmente gosto de Obi-Wan Kenobi, à propósito. Ele é um tipo de herói esquecido no momento. Eu amaria se ele voltasse. Eu pareço um Jedi, na verdade, com a minha barba. Ou talvez sou um Sith por trás disso tudo…

Você realmente precisa parar de tentar uma participação, Tom. Eu não sou mesmo o cara pra isso, Pelo Amor de Deus! Que, aliás, também é o significado do título de seu novo álbum. O que precisamos saber sobre ele?
Tom Meighan: Bem, meu pai diz muito isso e o pai de Serge também. “For crying out loud!” É uma expressão, uma gíria e as pessoas podem se relacionar com ela. Voltamos às grandes canções pop de violão, só escrevendo com um violão e tocando ao vivo. Isto é o que fizemos. Sou romântico assim. Tivemos muitos loops eletrônicos e breakbeats, mas este álbum é muito humano. É nosso roadie, Rick, na capa.

Faz três anos desde o lançamento de seu último álbum, 48:13. Você descansou um pouco ou foram três anos na criação?
Tom Meighan: Três anos na criação e ele é o melhor álbum! Estou muito orgulhoso da nossa banda e do quanto nós chegamos longe. É maravilhoso. Escute, rock and roll tem um buraco no momento atual, diretamente no coração, e temos de preenchê-lo.

Fonte: starwars.com

Leave a reply

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>